Lipoaspiração da Face e Pescoço

Com o envelhecimento certas áreas do corpo podem acumular gordura que é difícil de perder, apesar de uma dieta saudável e exercício intenso. O pescoço é uma destas áreas. A acumulação de gordura no pescoço pode prejudicar o aspecto de todo o corpo, fazendo uma pessoa jovem parecer mais velha, ou uma pessoa fisicamente bem parecer não estar em forma.

1 hora
1200€ – 1400€
Preço de referência da cirurgia de Lipoaspiração da Face e Pescoço
Local ( sem sedação)
A maioria do inchaço e nódoas negras desaparece em 1 semana. Pode retomar a sua actividade dentro 2 a 3 dias.
Efeitos Secundários:

Alguma dor, ardor, inchaço e dormência temporária.

Riscos:

Alterações de pigmentação. Pregueamento ou irregularidades da pele.

Duração dos resultados:

Permanente.

Internamento:

Não necessita

Tem dúvidas em relação aos tratamentos? Quer esclarecer algum aspecto sobre os procedimentos envolvidos?

Não hesite em contactar a nossa equipa para esclarecer qualquer questão.

Contacte-nos

A lipoaspiração pode dar a esta área um novo contorno, favorecendo os aspectos faciais e melhorando o perfil. A lipoaspiração nesta área produz de forma fiável bons resultados, com uma taxa de satisfação particularmente alta.

A lipoaspiração é uma técnica cirúrgica, usada para melhorar o contorno corporal, através da remoção da gordura não desejada, de qualquer área do corpo, incluindo o pescoço e face; braços, mamas, dorso, flancos, abdómen, cintura, nádegas, anca e coxas, joelhos, barriga das pernas e tornozelos. É um excelente método de redução de gordura localizada, que não responde à dieta, exercício e massagem, não é um método eficaz ou recomendável de perda de peso.

A lipoaspiração realizada pelo Dr. Seixas Martins, não necessita de internamento, é feita sob anestesia local, com incisões de 2 mm e permite a recuperação imediata para as suas actividades quotidianas ou laborais.

Indicações

Embora relativamente simples, na prática a lipoaspiração requer uma cuidadosa selecção do doente, avaliação cirúrgica adequada, técnica meticulosa e compreensão clara dos riscos e limites da técnica. Os candidatos ideais para a lipoaspiração, são os doentes que têm gordura circunscrita, bem delimitada, com um peso próximo do ideal para a altura, saudáveis, pele com elasticidade conservada e uma massa muscular com boa tonicidade.
[read more=”Ler mais” less=””]
A queixa mais frequente é uma saliência de gordura, tanto no pescoço, do abdómen, ancas ou braços pêndulos que o doente não consegue perder apesar de todas as dietas, exercícios ou massagens.

Se existe flacidez associada a estrias e excesso de pele, as técnicas tradicionais de dermolipectomia facial e corporal, como o face lift, a braquiplastia e a abdominoplastia devem ser recomendados. A lipoaspiração pode ser recomendada como um adjuvante a estas técnicas tradicionais.

A lipoaspiração não é considerada um tratamento primário para a obesidade. Se um doente com excesso de peso, se apresenta na consulta será referenciado a um nutricionista. No entanto, pode beneficiar de lipoaspiração, antes ou durante o tratamento dietético, cujo resultado pode servir para motivar o início ou a manutenção desse tratamento.

A consulta

Durante a consulta deve referir as mudanças que pretende efectuar no seu aspecto.

A consulta começa com exame objectivo para avaliar o seu peso, a sua tonicidade cutânea e muscular e o padrão de distribuição da gordura. Em frente ao espelho, em conjunto consigo o Dr. Seixas Martins avaliará as áreas seleccionadas para lipoaspiração e simulará o efeito da lipoaspiração. Deve tentar ver o seu corpo como um todo e não como regiões distintas e isoladas.

Na consulta inicial seja franco na discussão das suas expectativas com o Dr. Seixas Martins. Ele será igualmente franco consigo, descrevendo as opções possíveis, a técnica em detalhe e explicando as limitações e possíveis riscos. Explicará também a anestesia que será usada, o tipo de bloco operatório em que será feita a cirurgia e os custos envolvidos.

Coloque todas as dúvidas que tenha sobre lipoaspiração, peça para ver fotos de pacientes recentes, antes e depois do tratamento. Informar-se o máximo sobre as suas opções, riscos e benefícios é a chave para uma decisão adequada.

A cirurgia

Se não tem problemas médicos, a lipoaspiração será efectuada na Clínica Atlanta. Em geral, o procedimento é realizado sob anestesia local “pura”, sem qualquer sedação e não tem que permanecer internada/o.

No dia da lipoaspiração assinará o formulário de consentimento cirúrgico, serão tiradas fotografias pré-operatórias e as áreas no seu corpo que vão ser tratadas são marcadas.

Por questões de segurança coloca-se monitor cardíaco, da pressão arterial e de oxigénio no sangue. A seguir o médico e/ou a enfermeira anestesiam a pele e a gordura. Um grande volume de solução anestésica tumescente é cuidadosa e suavemente injectada na gordura até a gordura estar completamente “dormente”. A infiltração de anestésico local é um processo lento e cuidadoso que ocasionalmente pode demorar tanto tempo para completar como a lipoaspiração em si.

A experiência tem demonstrado que dar um tranquilizante oral permite uma melhor anestesia local do que quando são usados sedativos endovenosos. Portanto, minimizar a sedação actualmente maximiza o conforto e minimiza os riscos do paciente.

O princípio da operação é simples. Após infiltração da área a ser aspirada, uma cânula muito fina com um orifício na extremidade é introduzida através de pequenas incisões e manipulada de tal maneira debaixo da pele que a gordura não desejada é quebrada e “aspirada” através de um tubo ligado a uma máquina de vácuo, esculpindo assim a área para as proporções desejadas. Feita desta forma com anestesia local a dor experimentada é mínima ou nenhuma, embora possa sentir pressão, movimento e vibração.

Finalmente, após a cinta ser vestida, está pronto para ir para casa. Devido ao anestésico local residual, não há sensibilidade ou dor significativa durante várias horas após a lipoaspiração.

Os cuidados pós-operatórios

Regresso a casa. Embora se possa sentir suficientemente bem após a cirurgia para conduzir até casa, não deve fazer isso porque grandes quantidades de anestésico local podem causar alguma tontura. É recomendável, mas não essencial, que tenha um adulto responsável consigo no dia da cirurgia.

Actividades. Para acelerar o processo de cicatrização aconselha-se recomeçar a actividade ligeira logo que possível. No dia a seguinte deve sentir-se suficientemente bem para conduzir o seu carro e iniciar actividades físicas ligeiras a moderadas. Pode retomar exercício físico 2 a 4 semanas após a cirurgia.

Roupas pós-operatórias. Após a lipoaspiração tumescente, é usada cinta para manter os pensos absorventes no lugar e permitir compressão suficiente para acelerar a drenagem da solução anestésica tingida de sangue, controlando o inchaço e ajudando também o corpo a conservar a sua nova forma até que os tecidos se tenham adaptado. A cinta deve ser usada dia e noite durante 10 dias. Interromper o uso da cinta demasiado rápido pode resultar em drenagem prolongada e afectar de forma adversa o novo contorno corporal.

Drenagem pós-operatória. Deve esperar-se a drenagem de uma grande quantidade de solução anestésica cor de sangue das pequenas incisões durante as primeiras 24 a 36 horas seguintes à lipoaspiração. Em geral, quanto mais drenagem ocorre menos nódoas negras e inchaço haverá mais tarde.

Programa de recuperação. Em geral recomenda-se um programa de massagem drenagem linfática manual associado a ultra-sons externos, realizada 3 vezes por semana nos primeiros 15 dias e, 2 vezes por semana nos 15 dias seguintes.

Dr. Seixas Martins programará visitas de seguimento para observar a evolução e verificar se são necessários procedimentos adicionais.

Efeitos colaterais

Não espere parecer ou sentir-se muito bem logo após a cirurgia. Estará mesmo mais pesado durante um tempo, devido aos líquidos extra que lhe foram dados. Irregularidades menstruais com início prematuro ou atraso da menstruação mensal são efeitos colaterais de qualquer cirurgia. Temperatura ligeiramente elevada durante as primeiras 48 horas é uma reacção natural ao traumatismo cirúrgico. Nódoas negras são mínimas com a lipoaspiração tumescente. No entanto, quanto mais extensa a lipoaspiração, mais nódoas negras se deve esperar. Desconforto e inchaço devido a reacção inflamatória ao trauma cirúrgico pode ocorrer e aumentar nos 5 a 10 dias após a cirurgia, depois melhora diariamente. Comichão das áreas tratadas vários dias após a cirurgia pode ocorrer como parte do processo normal de cicatrização. Pode temporariamente perder a sensibilidade na zona aspirada.

As complicações e os riscos

Apesar da lipoaspiração ser a cirurgia estética mais realizada em todo o mundo, e na maioria dos casos ser bem sucedida, existem riscos e limitações à técnica, como em qualquer cirurgia.

A técnica que pode parecer simples, é no mínimo tão difícil como qualquer outra técnica de cirurgia plástica, já que se for mal executada, com más indicações, e com uma execução pouco cuidadosa, pode conduzir a insucessos que, ainda que raros, compreendem desde as simples sequelas estéticas até às complicações sistémicas.

A lipoaspiração é segura, desde que os doentes sejam cuidadosamente seleccionados, o bloco operatório esteja adequadamente equipado e o médico tenha treino e experiência suficiente em contorno corporal, assim como em cirurgia geral.

No entanto, mesmo com o cirurgião plástico mais experiente, podem surgir alguns problemas estéticos. Existem nódoas negras, e inchaço após todas as operações, que normalmente perduram cerca de 2 semanas. É importante lembrar que o corpo humano é assimétrico e que mesmo após a cirurgia os dois lados podem parecer diferentes. Pequenas assimetrias, por vezes, requerem um segundo procedimento ou retoque. Todas as cirurgias requerem incisões e portanto deixam uma cicatriz, que nesta técnica fica imperceptível.

Em situações raras, o procedimento pode causar grave traumatismo, particularmente quando áreas múltiplas ou muito extensas são aspiradas ao mesmo tempo. Embora as complicações graves não sejam frequentes, infecção, hemorragia, perda excessiva de líquidos, embolia pulmonar excesso de medicação pode conduzir a uma doença grave.

Uma combinação dos seguintes factores está associada com um risco aumentado de complicações graves:

  • A remoção de grandes quantidades de gordura
  • Mais de um procedimento a ser realizado ao mesmo tempo
  • O uso de anestesia geral

Para minimizar os seus riscos deve escolher um cirurgião plástico qualificado, devidamente credenciado, e seguir integralmente os seus conselhos, antes e depois da cirurgia.

Os resultados

Começará a ver resultados da sua cirurgia dentro de 2 a 3 semanas, com uma melhoria progressiva à medida que o tempo vai passando. Quanto mais gordura for removida, mais demora a obter os resultados óptimos, porque a pele tem que se adaptar a uma alteração mais radical na forma. A maioria das pessoas estão satisfeitas com o novo contorno do seu pescoço e em geral sentem um aumento de energia e auto-confiança.

A lipoaspiração é uma técnica altamente eficaz para lhe dar um novo contorno corporal, praticamente sem cicatrizes. Os resultados podem ser permanentes, desde que se alimente com moderação e faça exercício regularmente. Não é aconselhável aumentar de peso após a lipoaspiração, mas se ganhar peso, ele distribuir-se-á mais uniformemente no seu corpo.

Perguntas frequentes

Quais as diferenças na recuperação da lipoaspiração na face e pescoço?

A principal diferença resulta do facto de a área da face e pescoço ser visível nas actividades sociais e implicar maior tempo de afastamento dessas actividades. Assim, apesar de não ficar doente, deve planear permanecer com actividades mais restritas durante cerca de 5 dias. No Inverno é também mais fácil camuflar a zona tratada com echarpe ou camisola de gola alta.

Qual o principal benefício da lipoplastia na face e pescoço?

Pode esperar uma melhor definição do bordo mandibular e do pescoço. Com o envelhecimento a face adopta uma configuração quadrada a lipoaspiração facial restitui-lhe uma forma oval, mais jovem. Um aspecto mais jovem deve ser esperado.

A lipoaspiração pode esticar/elevar um pescoço flácido?

Se existir um excesso adiposo nas áreas sob o queixo, e a pele for elástica, a lipoaspiração isoladamente pode produzir uma linha da mandíbula (queixo) mais esculpida, angular e jovem. Se no entanto, a pele do pescoço é flácida, pendente ou enrugada, mesmo se existir excesso de gordura, a lipoaspiração isolada não produz o resultado desejado. Doente com pele flácida geralmente necessita de um lifting da face e pescoço. Em geral, a maioria dos doentes que beneficiam da lipoaspiração do pescoço têm menos de 45 – 50 anos. Após essa idade, requerem algum tipo de estiramento cirúrgico da pele.

Qual o programa de recuperação pós-operatório recomendado pelo Dr. Seixas Martins?

Para além do uso da cinta compressiva por um período de cerca de 5 dias.

Em geral recomenda-se um programa de massagem drenagem linfática manual associado a ultra-sons externos, realizada 3 vezes por semana nos primeiros 15 dias e, 2 vezes por semana nos 15 dias seguintes.

Dr. Seixas Martins programará visitas de seguimento para observar a evolução e verificar se são necessários procedimentos adicionais.

A técnica de vibro lipossucção permite obter resultados melhores que a lipoaspiração tumescente clássica?

Definitivamente NÃO. A técnica errada e maliciosamente chamada de “lipoaspiração não invasiva” consiste na aplicação de ultra-sons externos com o objectivo de ” queimar” ou ” derreter” a gordura interna. Esta técnica quando avaliada de forma isolada (sem qualquer dieta) dá resultados maus a medíocres. Os supostos resultados obtidos com este método resultam quase exclusivamente da dieta (zero) implementada simultaneamente.

Existem técnicas de lipoaspiração com ultra-sons, mas estas são cirurgias que implicam da mesma forma o uso de cânulas, as quais ao emitir ultra-sons emulsificam a gordura que posteriormente é retirada com uma cânula clássica. Esta ultima tecnica, originou alguns problemas graves e foi praticamente abandonada.

Por isso seja inteligente e não se deixe iludir apenas pela publicidade. Informe-se de forma completa.

A técnica de vibro lipossucção permite obter resultados melhores que a lipoaspiração tumescente clássica?

Não. Eventualmente a única diferença desta técnica para com a lipoaspiração tumescente resulta numa maior facilidade para o cirurgião ao realizar a lipoaspiração, resultando num menor cansaço. Tudo o resto é semelhante, desde a anestesia, ao resultado passando pela rapidez de recuperação. Isto se a lipoaspiração tumescente clássica for realizada com cânulas finas de 2.5 mm.

A diferença no resultado final está na capacidade e habilidade do cirurgião que realiza a lipoplastia.
[/read]

Ligar
Marcar consulta