Mamoplastia de Aumento

A Mamoplastia aumenta o tamanho e melhora a forma das mamas recorrendo, para isso, a implantes.

1 hora
Desde 3000€
Preço de referência da cirurgia de Mamoplastia de Aumento
Local com sedação ou geral
Regresso ao trabalho: 2 a 3 dias. Contacto físico com a mama: 3 a 4 semanas. Amadurecimento de cicatrizes: 6 meses a um ano ou mais.
Efeitos Secundários:

De forma temporária: inchaço, dormência, alteração na sensibilidade do mamilo, equimose. Mama sensível durante algumas semanas.

Riscos:

Uma prótese mamária pode ter de ser removida e/ou substituída para o tratamento de complicações como deflação, rotura do implante, formação de contratura capsular, sangramento e/ou infeção. Outros riscos são o aumento ou a diminuição na sensibilidade dos mamilos ou na pele da mama, que ocasionalmente pode ser permanente.

Duração dos resultados:

Permanentes e muito gratificantes.

Internamento:

Ambulatório

Tem dúvidas em relação aos tratamentos? Quer esclarecer algum aspecto sobre os procedimentos envolvidos?

Não hesite em contactar a nossa equipa para esclarecer qualquer questão.

Contacte-nos

A imagem corporal da mulher moderna é afetada negativamente por uma mama inestética. Possuir uma mama perfeita parece ser, cada vez mais, um requisito indispensável na vida moderna. A mama feminina é vista como uma das partes mais sensuais do corpo da mulher.

Sempre desempenhou um importante papel psicossexual, além de biológico. Símbolo de sexualidade e zona erógena, a mama e o seu aspeto preocupa muitas mulheres e justifica todo o tipo de cuidados – mesmo os cirúrgicos.

A Mamoplastia permite corrigir estas questões.

Com colocação de implantes, a Mamoplastia de Aumento, visa melhorar a forma, tamanho e contorno da mama. Este procedimento renova a autoconfiança e permite uma sensação renovada de feminilidade.

Ler mais

 

O Dr. Seixas Martins procederá à avaliação do seu quadro clínico – com base no estado da sua mama e tonicidade cutânea – e determinará a melhor forma de obter o resultado desejado com a Mamoplastia.

Cada mulher é única e, como tal, existem também implantes em diferentes tamanhos e formas: os redondos concedem um resultado com maior projeção; os anatómicos dotam a mama de um formato mais natural em gota.

Os implantes anatómicos permitem obter resultados mais naturais e esteticamente mais agradáveis com a Mamoplastia de Aumento.

Um implante mamário é um invólucro de silicone que pode conter silicone em gel ou soro fisiológico. Cada opção tem as suas vantagens e desvantagens na Mamoplastia de Aumento.

 

Mamoplastia de Aumento com implantes de soro fisiológico

Vantagens
  • inócuo para o organismo – no caso (remoto) de rutura
  • permite também uma leitura mais fácil da mamografia
Desvantagens
  • esvaziamento súbito
  • claramente distinguível – visual e tatilmente –  da mama natural
  • o som e arrefecimento dos seios

Mamoplastia de Aumento com implantes de silicone

Vantagens
  • vários graus de consistência
  • conferem maior conforto
  • compostos por gel altamente coesivo que mantém uma forma estável
  • risco de micro roturas reduzido
  • têm melhores garantias estéticas
  • maior longevidade
Desvantagens
  • dificultam a leitura da mamografia – sem, contudo, a impedir

 

De forma a assegurar o sucesso da sua mamoplastia, o Dr. Joaquim Seixas Martins recomendará a tipologia de implante, local de incisão e localização da bolsa para o seu caso concreto. E sempre em estreita ligação consigo.

A Mamoplastia

A cirurgia pode ser realizada sob anestesia local ou geral. A anestesia geral implica o internamento da paciente por algumas horas. Alternativamente, a Mamoplastia de aumento pode ser realizada com anestesia local combinada com um sedativo.

O método de colocação e posicionamento dos implantes varia consoante a anatomia e recomendação do Dr. Seixas Martins. A incisão da Mamoplastia pode ser feita à volta da aréola, no sulco inframamário, ou na axila.

Através da incisão, o cirurgião cria uma bolsa diretamente atrás do tecido mamário ou por baixo do músculo peitoral. Os implantes são depois centrados debaixo dos mamilos.

A incisão deve permitir uma Mamoplastia rigorosa, pouco traumática, sem sangramento e assegurar o resultado desejado.

A recuperação da Mamoplastia é assim mais fácil e menos dolorosa. Quase todas as pacientes têm alta algumas horas após a cirurgia.

A Mamoplastia com abordagem inframamária tem várias vantagens e é, neste momento, a mais realizada pelo Dr. Joaquim Seixas Martins.

A colocação dos implantes parcialmente atrás do músculo pode reduzir o potencial de contratura capsular e confere um resultado mais natural à Mamoplastia.

Nesta posição, o implante interfere menos com a mamografia do que se for colocado diretamente atrás do tecido mamário.

A Mamoplastia demora cerca de 1h. São usados pontos para fechar a incisão e colocado um penso ligeiro.

 

 

Após a Mamoplastia de Aumento segue-se um período de adaptação e é expectável sentir algum desconforto.

O organismo precisa de recuperar da Mamoplastia. Terá alta do hospital a usar um soutien sem armação, o qual se recomenda o uso por cerca de 4 semanas. O desconforto pode ser controlado pela medicação prescrita.

Poderá experimentar uma sensação de ardor nos mamilos que geralmente desaparece em 2 semanas, ao mesmo tempo que as equimoses.

Os pontos da Mamoplastia são retirados entre 1 semana a 10 dias, mas o inchaço pode demorar 3 a 5 semanas a desaparecer.

As cicatrizes ficam rosadas e firmes por cerca de 6 a 8 semanas. Após alguns meses as cicatrizes começam a desvanecer, embora nunca desapareçam na totalidade.

É muito importante seguir uma dieta equilibrada e saudável para evitar grandes variações de peso em curtos intervalos de tempo após a Mamoplastia.

 

Complicações

A Mamoplastia de Aumento é um procedimento relativamente seguro. No entanto, como qualquer cirurgia, acarreta alguns riscos.

Para além de potenciais complicações comuns a todas as cirurgias (hematomas, infeções, etc.) a colocação de próteses está sujeita a complicações específicas que devem ser discutidas com o cirurgião plástico.

 

Sensibilidade do Mamilo

A alteração da sensibilidade do mamilo após Mamoplastia de Aumento é uma sensação geralmente transitória e que melhora com o tempo.

 

Contratura capsular

Este é o problema mais comum em Mamoplastia de Aumento. Ocorre se a cicatriz ou cápsula à volta do implante contrair.

Esta compressão pode resultar na sensação de dureza na mama e pode ser tratada de várias maneiras. Por vezes requer a remoção do tecido cicatricial e a remoção ou substituição do implante em nova Mamoplastia.

 

Rutura

Existe sempre o risco potencial de rutura. As causas mais frequentes são a compressão exagerada e os traumatismos.

Se um implante de soro fisiológico rompe, o implante desinsuflará em poucas horas. Em caso de rutura confirmada as próteses devem ser removidas em nova Mamoplastia.

 

Deslocamento da prótese

Apesar de corretamente colocada durante a Mamoplastia pode ocorrer um deslocamento da prótese no pós-operatório, causando assimetrias. Os motivos mais comuns são a incorreta mobilização manual ou o trauma local da mama no pós-operatório.

 

As complicações sérias com a Mamoplastia de Aumento são raras. E, isto deve-se ao facto de cada paciente ser convenientemente preparada e a Mamoplastia se adaptar ao quadro clínico e morfologia de cada paciente.

 

Os resultados

Os resultados da Mamoplastia de aumento são muito gratificantes pois contribuem para um reforço da autoestima e uma melhoria da aparência física.

É, no entanto, importante realizar exames regulares com o seu cirurgião plástico e mamografias de rotina – em especial depois dos 45 anos.

E, desta forma assegurar que qualquer complicação com a Mamoplastia, se ocorrer, seja precocemente detetada e tratada.

Como são as cicatrizes da Mamoplastia?

Há três tipos de incisão em Mamoplastia de Aumento. Os cortes podem ser feitos na aréola, sob a axila ou no sulco da mama:

Por baixo da mama

A incisão da Mamoplastia – cerca de quatro centímetros – é feita por baixo do seio. Assim a cicatriz fica por baixo da mama. Esta incisão tem várias vantagens sobre as outras.

Aréola

A prótese é colocada com uma incisão na parte de baixo da aréola. A cicatriz da Mamoplastia pode ficar imperceptível dependendo da pessoa. Não é indicada para pacientes com a aréola muito pequena.

Axila

Este tipo de incisão é indicado quando não há grande distância entre a aréola e axila. Ou seja, para Mamoplastia em pacientes cujo peito é muito pequeno. A mama não fica com nenhuma cicatriz da Mamoplastia de aumento.

 

A escolha do método deve ser feita em parceria com o cirurgião plástico, pois depende do exame físico, do tamanho da prótese e do local em que a mesma será colocada – sobre ou sob o músculo.

Que tipos de próteses existem?

O implante usado na Mamoplastia de Aumento deve ser adequado à anatomia da paciente, resultado desejado e técnica adoptada.

Existem próteses de várias formas e tamanhos para Mamoplastia de Aumento:

  • perfil alto: deixa o seio com mais volume e projeção
  • perfil baixo: com pouca altura e diâmetro de base maior
  • anatómica: confere uma mama mais natural. É principalmente indicada para seios muito pequenos ou mamas com queda ligeira

As próteses para Mamoplastia de Aumento podem apresentar superfície lisa ou texturizada.

 

A prótese pode-se deslocar?

Se colocada no espaço correto, no nível adequado e manuseada no pós-operatório de acordo com as indicações, a mobilização da prótese após Mamoplastia é altamente improvável.

Contudo, se o cirurgião fizer um espaço excessivamente grande e desproporcional em relação ao tamanho da prótese, a sua rotação pode resultar em deformações mamárias.

Além disso, o implante pode também deslocar-se para cima ou baixo. Neste caso, tem particular importância a correta mobilização manual e evitar traumatizar a mama no pós-operatório da Mamoplastia – como por exemplo ao colocar o soutien.

Porém isto verifica-se apenas na primeira semana após a Mamoplastia de Aumento. Após este período, o tecido cicatriza e a prótese não é mobilizável – podendo a mulher retomar o seu estilo de vida normal.

A prótese pode sofrer rutura?

Embora raro, pode acontecer. As rupturas podem ser espontâneas ou provocadas por traumatismos.

No primeiro caso, se os implantes aplicados – o seu revestimento e conteúdo – forem de qualidade, é improvável. As próteses para Mamoplastia são, cada vez mais, preenchidas com silicone coesivo. O que limita a formação de rugas e diminui o risco de rutura.

 

Quais são as vantagens e desvantagens das próteses anatómicas?

A colocação de próteses anatómicas na Mamoplastia permite melhor simular a mama natural. E isso é tanto mais importante quanto menor for a mama natural.

A Mamoplastia com implantes anatómicos evita o efeito “bola” na parte superior e favorece uma curvatura mais natural.

Numa Mamoplastia em que a paciente tem mama com glândula mamária suficiente , este aspeto não é tão importante e as próteses redondas permitem obter um resultado natural.

As prótese anatómicas permitem ainda uma melhor elevação do mamilo e por isso, dentro de certos limites, permitem elevar a mama sem cicatrizes muito marcadas.

 

A recuperação Mamoplastia é demorada?

Ao fim de 2 a 3 dias após a realização da Mamoplastia de Aumento, a paciente deve conseguir retomar atividades diárias de impacto ligeiro. Ao fim de 15 dias, poderá realizar atividade física mas com especial cuidado para não realizar esforços com os braços.

Cerca de um mês após a Mamoplastia de Aumento, poderá retomar a sua rotina normal.

O período de recuperação da Mamoplastia varia, contudo, de mulher para mulher.

 

Em caso de gravidez, o resultado da Mamoplastia é prejudicado? Interfere com a amamentação?

Não há evidência de que os implantes mamários possam afectar a sua fertilidade ou gravidez. As próteses são sempre colocadas sob a glândula mamária e por isso não interferem com a amamentação.

Geralmente não existe o problema da gravidez interferir no resultado. Porém, a gravidez pode aumentar a mama de uma forma imprevisível e afetar, a longo prazo, os resultados da Mamoplastia de Aumento.

O silicone causa cancro de mama?

Nos estudos realizados não se verificou maior risco de contrair cancro ou doenças autoimunes em mulheres que tenham realizado uma Mamoplastia de Aumento.

Não há evidência de que os implantes da Mamoplastia possam causar cancro ou que atrasem significativamente a capacidade de detetar o cancro de mama em estágios precoces.

Contudo, dificultam a visualização do tecido mamário através da mamografia. Para contornar este problema é recomendado o auto exame e ter acompanhamento médico regular complementado com incidências especiais na mamografia ou ecografia.

O silicone tem inúmeras aplicações – não há evidência de que a colocação de próteses de silicone seja compatível com o desenvolvimento de doenças do tecido conjuntivo.

O silicone é tão amplamente usado para fins médicos por se considerar inerte e biocompatível com o corpo.

Quanto tempo duram os resultados da Mamoplastia?

Os resultados da Mamoplastia de Aumento são de longa duração.

No entanto, existem fatores que podem influenciar o tamanho e forma das mamas – envelhecimento, aumento (ou perda) de peso, entre outro. As alterações podem ser, contudo, corrigidas posteriormente em nova Mamoplastia ou, se para elevar as mamas, com uma Mastopexia para restabelecer o seu contorno mais jovem.

 

Não hesite em esclarecer qualquer dúvida e esclarecer as suas expectativas com o seu cirurgião antes da cirurgia de Mamoplastia.

Ligar
Marcar consulta