Peeling Químico

O peeling químico é uma técnica de tratamento facial utilizada para deixar a pele do rosto com uma melhor aparência e mais suave através da aplicação de uma solução química que solta e descasca a pele morta. Após o tratamento, a pele regenerada ficará com uma aparência e textura mais macia e menos enrugada do que a anterior.

Existem diversos tipos de peelings químicos, que utilizam diferentes substâncias químicas no tratamento, o mais importante, no entanto, é que deve ser sempre realizado por um médico habilitado e competente, para que o procedimento ocorra de forma segura e os resultados obtidos sejam os melhores possíveis.

Menos de uma hora
350€/un
Preço de referência da cirurgia de Peeling Químico
Não é necessario
Depende do tipo de peeling realizado mas pode ir de dias a semanas.


Efeitos Secundários:

O peeling com fenol tem risco de arritmias, causar clareamento permanente da pele reduzindo sua capacidade de produzir pigmento e exigir proteção solar permanente.

Riscos:

Duração dos resultados:

Vários anos

Internamento:

Não. Pode ser feito no consultório

Tem dúvidas em relação aos tratamentos? Quer esclarecer algum aspecto sobre os procedimentos envolvidos?

Não hesite em contactar a nossa equipa para esclarecer qualquer questão.

Contacte-nos

Peeling de fenol

O fenol é uma solução química bastante forte e produz um descascamento bastante profundo na pele. Os efeitos de um peeling com fenol duram bastante tempo, e, em alguns casos, permanecem aparentes mesmo anos após o procedimento. A melhoria na pele do paciente pode ser bastante significativa, mesmo com a realização de apenas uma sessão.

peeling com fenol pode ser utilizado para corrigir manchas causadas pela exposição do sol ou envelhecimento e suavizar rugas profundas, por exemplo.

Por outro lado, eles podem causar risco de arritmias se não forem aplicados por um profissional, remover sardas de forma permanente, causar clareamento permanente da pele reduzindo sua capacidade de produzir pigmento e exigir proteção solar permanente.

Que situações trata um peeling químico?

O peeling químico pode ser feito na face, pescoço e até mesmo mãos. Podem ser usados para:

  • Reduzir pequenas rugas abaixo dos olhos e ao redor da boca.
  • Tratar rugas causadas por danos devido ao sol, envelhecimento e histórico familiar.
  • Melhorar a aparência de cicatrizes moderadas.
  • Tratar certos tipos de acne.
  • Reduzir sardas e manchas na pele.
  • Melhorar a aparência e a textura da pele.

Áreas da pele danificadas pelo sol podem conter manchas que podem vir a transforma-se em um câncer também podem melhorar com o tratamento. Após tratada, novas manchas desse tipo têm menos chance de aparecer.

No entanto, problemas de flacidez na pele, protuberâncias e rugas muito profundas não respondem bem ao peeling químico e podem necessitar de outros tipos de procedimentos cosméticos, como a aplicação de Laser de Dióxido de Carbono, Lifting Facial, Lifting de Testa, Blefaroplastia etc. Um cirurgião plástico pode ajudar a determinar o tratamento mais apropriado para cada caso individualmente.

Quem é candidato para o peeling químico?

Geralmente, pessoas de pele clara são os pacientes ideais para peelings químicos. Pessoas de pele escura também podem ter bons resultados, dependendo do tipo de problema que está sendo tratado. Entretanto, o risco de o tom de pele ficar desigual após o procedimento aumenta.

Como é realizado o peeling químico?

peeling químico pode ser feito no consultório do próprio médico.

É feita uma limpeza profunda e cuidadosa na pele com um agente químico que remove oleosidade em excesso, e os olhos e cabelos são protegidos. Uma outra solução (como ácido glicólico, ácido salicílico, TCA ou fenol) é então aplicada em pequenas áreas da pele. Essas aplicações provocam uma ferida controlada, permitindo que uma pele nova e regenerada apareça.

Que situações trata um peeling químico?

O peeling químico pode ser feito na face, pescoço e até mesmo mãos. Podem ser usados para:

    • Reduzir pequenas rugas abaixo dos olhos e ao redor da boca.
    • Tratar rugas causadas por danos devido ao sol, envelhecimento e histórico familiar.
    • Melhorar a aparência de cicatrizes moderadas.
    • Tratar certos tipos de acne.
    • Reduzir sardas e manchas na pele.

Melhorar a aparência e a textura da pele.

Quem é candidato para o peeling químico?

Geralmente, pessoas de pele clara são os pacientes ideais para peelings químicos. Pessoas de pele escura também podem ter bons resultados, dependendo do tipo de problema que está sendo tratado. Entretanto, o risco de o tom de pele ficar desigual após o procedimento aumenta.

Como é realizado o peeling químico?

É feita uma limpeza profunda e cuidadosa na pele com um agente químico que remove oleosidade em excesso, e os olhos e cabelos são protegidos. Uma outra solução (como ácido glicólico, ácido salicílico, TCA ou fenol) é então aplicada em pequenas áreas da pele. Essas aplicações provocam uma ferida controlada, permitindo que uma pele nova e regenerada apareça.

Ligar
Marcar consulta